Pastorais

Dízimo

spiritualidade Central:

A Pastoral do Dízimo vive uma experiência de partilha e comunhão.

Objetivos:
Promover a conscientização da comunidade para a importância e o significado da nossa contribuição espontânea e com alegria.

Histórico:
No Brasil o dízimo voltou a ser implantado pela CNBB na Igreja católica após 1969. Desde então normalmente não se utilizava a estipulação de porcentagem da renda dos adeptos, mas uma doação de compromisso de acordo com a sua possibilidade e disposição, uma proposta de participação do fiel na Igreja.

O Papa Bento XVI extinguiu o termo "dízimos" do 5º mandamento da Igreja, conforme Compêndio do Catecismo da Igreja Católica por ele promulgado em 28 de junho de 2005 e republicado pela Conferência Nacional de Bispos do Brasil. O 5º mandamento agora é assim: "Atender às necessidades materiais da Igreja, cada qual segundo as próprias possibilidades".

A Pastoral do Dízimo sugere aos fiéis que o "dízimo" é antes de tudo objeto de contribuição.

Reuniões e Ações:
As reuniões da Pastoral do Dízimo acontecem toda terceira terça-feira de cada mês, às 20 horas, após a missa.

No último final de semana de cada mês, em todas as missas, a pastoral promove a acolhida da comunidade. As preces dessas celebrações são direcionadas aos dizimistas. Ao término das missas, a pastoral oferece café/chá com biscoito/bolachas e distribuição de envelopes para as contribuições.

O mês de Setembro é integralmente dedicado à Perseverança do Dízimo, com ações em todos os finais de semana.

voltar